Publicidade

Como falar sobre dinheiro em família e planejar as finanças?

Como falar sobre dinheiro em família e planejar as finanças?
Publicidade

Muitas vezes, a relação entre dinheiro e família é bastante conturbada. Isso ocorre porque, em nossa cultura, existe um tabu com relação ao diálogo sobre finanças. Essa é uma realidade que pode gerar uma série de problemas — e prejudicar a vida familiar como um todo.

Por isso, é importante saber falar sobre dinheiro com as pessoas com quem você divide a vida. Não importa qual a configuração de sua família: para que o convívio seja saudável e o futuro próspero, é necessário dialogar sobre como organizar as finanças.

Publicidade

Quer saber mais? Acompanhe a leitura deste artigo e entenda como fazer com que a relação entre dinheiro e família seja organizada, saudável e promissora!

Qual a importância do planejamento financeiro na família?

Antes de entender como falar sobre dinheiro em família, é preciso compreender o que é planejamento financeiro familiar e qual sua relevância. Afinal, o diálogo sobre finanças com seus familiares tem como objetivo desenvolver essa ferramenta.

Publicidade

Nesse sentido, o planejamento familiar é um instrumento voltado para o acompanhamento e controle do uso do dinheiro de uma família. O plano define metas e objetivos, assim como as maneiras mais adequadas para utilizar os recursos disponíveis.

Essa é uma estratégia que permite visualizar a situação econômica de uma família com facilidade. Assim, as decisões financeiras do presente podem ser pensadas e executadas de maneira inteligente, o que trará bons resultados também no futuro.

Publicidade

O planejamento financeiro familiar é fundamental para que o dinheiro seja utilizado de forma adequada, garantindo bem-estar e tranquilidade.

Publicidade

A partir dele, serão maiores as possibilidades de:

  • garantir a saúde e segurança dos membros da família;
  • oferecer uma boa formação educacional aos filhos;
  • fazer viagens com mais frequência;
  • estar preparado para momentos de emergência;
  • ter conforto financeiro no dia a dia.

Como falar sobre dinheiro em família?

Agora você entende o que é planejamento financeiro familiar. Para montar o seu, será preciso envolver todos os membros da família. Logo, você deve compreender como falar sobre dinheiro com eles.

Publicidade

Para ter sucesso nessa jornada, acompanhe as informações a seguir!

Comece desde cedo

O primeiro passo para falar de dinheiro com a família é começar cedo. Ainda é tabu tratar desse tema em nossa sociedade. Por isso, quanto antes você conversar com seus familiares sobre o assunto, melhor. Assim, o medo desse diálogo será vencido com maior facilidade.

É comum que o interesse pelas finanças surja naturalmente nas crianças. Quando isso ocorre, é papel dos pais estimulá-lo. Em vez de dizer que esse não é assunto para criança, é preciso aproximar o diálogo, permitindo que os filhos entendam sua presença em seu cotidiano.

No entanto, é importante entender que essa conversa não deve se restringir aos filhos. Antes de conversar sobre as economias com eles, os pais devem estar alinhados e cientes de suas condições e perspectivas financeiras.

Por isso, o casal deve conhecer suas realidades, planos e hábitos desde os primeiros momentos em que compartilham a vida. Essa relação de confiança e cumplicidade deve ser desenvolvida para permitir o planejamento familiar.

Seja cuidadoso com as palavras

Além de começar cedo, na hora de falar sobre dinheiro com sua família, é preciso tomar cuidado com as palavras. Esse é um tema delicado e que muitas pessoas podem associar a um sentimento ruim, principalmente quando o assunto gira em torno de problemas financeiros.

Por isso, pense com calma em quais serão os rumos da conversa e evite discussões. Caso o diálogo esteja acontecendo com crianças, vale a pena buscar exemplos de fácil compreensão, como a compra de um lanche ou brinquedo.

Se, por outro lado, o tema for tratado entre adultos, preze pela objetividade e clareza. Vale a pena evitar conversas negativas e deixar claro que o intuito da reunião é permitir o desenvolvimento de uma vida conjunta mais tranquila e agradável.

Utilize lições da vida real

Na hora de conversar sobre finanças, as ideias muito abstratas podem atrapalhar o diálogo. Ainda que você compreenda conceitos complexos desse universo, procure simplificar e trabalhar com exemplos reais para que a conversa seja estabelecida de maneira proveitosa.

Ensine que todos têm responsabilidade

Por fim, é válido deixar claro que todos os membros da família têm responsabilidades em relação às finanças. Embora seja natural que os pais sejam os principais responsáveis, também é necessário ensinar os filhos a desenvolver disciplina no uso do dinheiro.

Como planejar as finanças e o orçamento familiar?

Depois de entender como falar sobre dinheiro com sua família da melhor maneira, é hora de aprender a planejar as finanças e o orçamento familiar.

Confira dicas!

Mapeie as finanças da família

Para fazer um planejamento financeiro familiar, é essencial mapear as finanças da família. Nesse momento, identifique todos os bens que formam o patrimônio, bem como a composição da renda e as despesas cotidianas.

É possível anotar essas informações em um bloco de notas ou contar com o auxílio de planilhas digitais e aplicativos, por exemplo.

Estabeleça a diferença entre gastos essenciais e supérfluos

Com o diagnóstico da situação financeira da família montado, o próximo passo é estabelecer a diferença entre os gastos essenciais e supérfluos. Essa etapa é importante para notar se o dinheiro tem sido utilizado de acordo com as prioridades da família ou não.

Estipule objetivos

Ao perceber como o dinheiro circula dentro do cotidiano familiar, fica mais fácil estipular os objetivos a serem alcançados pelo grupo. Lembre-se de alinhá-los às prioridades estabelecidas no processo anterior.

Vale notar que os objetivos variam de acordo com cada realidade, e podem apresentar diferentes prazos (curto, médio e longo). Ainda, não deixe de envolver todos os membros da família na conversa sobre as metas em comum.

Invista em educação financeira

Para finalizar, é necessário continuar investindo em educação financeira para toda a família. Assim, todos poderão contribuir na decisão de como utilizar os recursos ao longo do tempo.

Algumas das habilidades que podem ser desenvolvidas a partir desse tipo de estudo são:

  • hábito de poupar todos os meses;
  • capacidade de planejar o futuro com precisão;
  • compreensão de como investir de acordo com os objetivos e condições da família;
  • disciplina e responsabilidade com o uso do dinheiro;
  • foco em investir para alcançar os objetivos financeiros traçados.

Saber desenvolver uma relação harmônica e próspera entre o dinheiro e a família nem sempre é fácil. No entanto, esse é um esforço fundamental para que o planejamento financeiro familiar seja construído e, consequentemente, permita alcançar uma vida tranquila e feliz para pais e filhos.

Publicidade

Deixe um comentário

error: