Publicidade

Como economizar dinheiro ganhando pouco? Confira dicas

Como economizar dinheiro ganhando pouco? Confira dicas
Publicidade

Afinal, como economizar dinheiro ganhando pouco? Essa é uma das perguntas mais ouvidas por educadores financeiros. Atualmente, quase 35 milhões de brasileiros recebem até um salário mínimo mensal, segundo estudo elaborado pela consultoria IDados com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) do segundo trimestre de 2022. 

Como economizar dinheiro ganhando pouco?

Nem sempre é fácil poupar dinheiro quando se ganha pouco, não é? Para isso acontecer, é necessário um planejamento financeiro muito bem-feito. Se esse é o objetivo, separamos algumas orientações que podem ajudar. Confira a seguir. 

Publicidade

Entenda a realidade atual

O primeiro passo para realmente economizar dinheiro é entender o que está acontecendo na vida financeira pessoal. 

Separamos várias dicas que vão ajudar na economia do dia a dia, mas é preciso entender os hábitos de consumo da família e os gastos que apertam o orçamento. Caso contrário, será difícil aplicá-las. 

Publicidade

Reveja os gastos desnecessários

Com a organização feita, chegou a hora de colocar a mão na massa. 

Quem agrupou as contas na planilha financeira conseguiu perceber que existem gastos ali que não são essenciais. Calma, isso acontece com todo mundo! 

Publicidade

Mas precisamos deixar uma coisa clara: o termo “essencial” varia de pessoa para pessoa. Para alguém que tenha filhos, pode ser essencial pagar uma atividade extracurricular. Ir ao cinema uma vez na semana pode ser essencial para quem é solteiro. Para jovens que estão começando a trabalhar, essencial pode ser sair com os amigos da faculdade. 

Publicidade

Independentemente da realidade de cada um, o que vai fazer diferença na economia do dinheiro é a mudança de hábitos. Mas essa economia só acontece a partir da inclusão da educação financeira no dia a dia de cada consumidor. Com pequenas mudanças, é possível ter um grande alívio no fim do mês. 

1. Tarifas de manutenção de conta corrente: você sabia que não precisa pagar essa taxa? É possível trocar o seu pacote pela cesta de serviços essenciais ou abrir conta em um banco digital.

Publicidade

2. Taxa de transferência bancária: em média, os bancos cobram R$ 10 por cada transferência. Ao invés usar TED ou DOC, as modalidades de transferências mais tradicionais, aproveite para usar o PIX sempre que possível. É uma opção gratuita para contas de pessoas físicas.

3. Assinaturas que não são usadas: sabe aquele serviço de streaming que você paga e mal acessa o catálogo? Ou aquelas revistas que chegam na sua casa, mas ninguém lê? Cancele! Não tem por que ficar rasgando dinheiro com isso, né?

4. Elimine o desperdício: sabe aquela comida que estraga ou as roupas que ficam paradas no guarda-roupa? Esses são exemplos clássicos de desperdício de dinheiro. No caso do mercado, você pode diminuir a quantidade de compra dos itens que sempre sobram. E no caso das roupas, pode vender o que está parado e ainda fazer uma renda extra.

5. Faça listas: essa dica vai de encontro com o item 4. Para te ajudar a economizar na hora da compra, faça sempre uma lista antes de sair de casa! É uma excelente forma de organizar os itens que realmente são importantes e evitar compras desnecessárias.

6. Leve marmita: esse é um bom e velho exemplo para economizar no dia a dia. Leve a comida para o almoço e até mesmo o lanche da tarde. É uma ótima forma de economizar e ainda comer de forma mais saudável. E essa dica funciona até para quem recebe o vale refeição, tá? Levando comida na semana, você pode usar o vale aos finais de semana e garantir o lazer sem comprometer o orçamento.

7. Títulos de capitalização e sorteios em geral: se a ideia é economizar dinheiro, é melhor não manter no orçamento algo que só te dá gasto, né? Sorteios não são investimentos e, na maioria das vezes, não trazem retorno algum.

8. Use cupons de desconto e cashback: precisa comprar? Então faça isso da forma mais inteligente possível! Busque cupons online e procure sites que ofereçam o sistema de cashback.

9. Multas por atrasos de pagamento: já pagou essa taxa de atraso por apenas esquecer de pagar a conta? Você até tinha o dinheiro em conta, mas não lembrou de realizar o pagamento? Crie uma organização para que isso não aconteça. Anote em um caderno ou planilha a data de pagamento das contas para não esquecer.

10. Limite o acesso ao crédito: essa é uma dica essencial para aquelas pessoas que não conseguem manter um bom relacionamento com as opções de crédito. Se para você for algo que incentiva as compras por impulso, elimine, pelo menos temporariamente.

Publicidade

Deixe um comentário

error: