Publicidade

Imposto de Renda 2023: veja como se preparar e reduzir os valores devidos

Imposto de Renda 2023: veja como se preparar e reduzir os valores devidos
Publicidade

O calendário do período de declaração do Imposto de Renda 2023 deve ser divulgado no final de fevereiro.

Por esse motivo, muitos contribuintes já estão se movimentando para separar documentações, se preparar e tentar reduzir valores devidos na declaração.

Publicidade

Indo nesse sentido, os próximos tópicos trazem algumas informações relevantes acerca da preparação para a declaração do IR 2023. 

Quem terá que fazer a declaração do Imposto de Renda 2023? 

Terão que fazer a declaração de IR 2023 todas as pessoas que se enquadram nas regras do imposto. São elas:

Publicidade
  • Quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2022;
  • Pessoas que receberam rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado;
  • Quem ganhou dinheiro com a alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto;
  • Contribuintes que realizaram operações na Bolsas de Valores durante 2022;
  • Trabalhadores rurais que tiveram ganhos superiores a R$ 142.798,50 ao longo de 2021;
  • Quem tinha, até 31 de dezembro de 2022, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua (terrenos), de valor total superior a R$ 300 mil.

Além dessas, existem algumas outras regras bem mais específicas, referentes a um percentual ínfimo dos contribuintes.

A preparação para fazer a declaração 

Segundo especialistas em contabilidade, o certo a se fazer é começar a preparar a documentação para declaração do Imposto de Renda 2023 alguns meses antes do início do prazo de declarações.

Publicidade

Em 2020, 2021 e 2022, os prazos foram estendidos até o final de maio. Se isso se repetir em 2023, quem começar a se preparar em janeiro, terá pelo menos 4 meses para se organizar.

Publicidade

Fazer essa preparação com antecedência diminui as chances de erro e o risco de acabar caindo na malha fina.

Além disso, lembrar de incluir despesas médicas e odontológicas, contribuições previdenciárias e outros gastos semelhantes na declaração, pode elevar o valor da restituição do IR, que é o valor devolvido ao contribuinte.

Publicidade

Caso você tenha dúvida sobre esse assunto, busque tirar suas dúvidas com um Contador da sua confiança.

Declarar investimentos em previdência privada pode reduzir o valor do IR 2023 

Uma outra maneira com a qual você pode conseguir um pagamento menor no Imposto de Renda 2023 é fazendo investimentos em uma previdência privada. Saiba mais abaixo!

PGBL e VGBL: o que são?

Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) e o Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL) são dois tipos de previdência privada.

Ao contratar algum desses planos, o contribuinte terá que declará-lo no IR, o que pode gerar descontos consideráveis.

Isso porque tanto o plano de previdência privada PGBL quanto o VGBL não sofrem a incidência imediata de cobrança de IR, como outros tipos de investimento.

O contribuinte só terá que pagar o imposto no período em que for resgatar o dinheiro, anos a frente do início do investimento.

Dessa forma, o indivíduo terá um tempo maior para investir sem se preocupar com abatimentos de IR.

É importante poupar!

Por fim, ainda falando sobre previdência privada, vale ressaltar que quanto antes os investimentos começarem, melhor será para o investidor.

Isso porque quanto mais “velha” for a aplicação em previdência privada, menos impostos irão incidir quando o resgate for feito. Além disso, o valor resgatado também será maior.

Publicidade

Deixe um comentário

error: