Publicidade

6 Dicas para organizar as finanças em tempos de inflação alta

6 Dicas para organizar as finanças em tempos de inflação alta
Publicidade

Muitos brasileiros têm dificuldade para manter o orçamento sob controle quando a inflação está em alta. Para não ficar no vermelho, é importante saber como organizar as finanças, a fim de lidar melhor com esse cenário de crise.

Mas tão importante quanto aprender como proteger seu patrimônio do aumento dos preços é entender quais são as razões e os impactos da inflação no seu bolso. Desse modo, é possível redobrar os cuidados para reduzir os impactos negativos desse movimento no seu orçamento.

Publicidade

A seguir, você conhecerá 6 dicas para cuidar do seu dinheiro em momentos de inflação alta. Confira!

O que é inflação e como ela afeta suas finanças?

Antes de descobrir as 6 dicas para organizar as finanças em tempos de inflação elevada, é importante conhecer esse fenômeno e saber como ele influencia seu orçamento e investimentos. Para começar, vale entender o conceito e os fatores que estimulam o seu aumento.

Publicidade

Inflação é um termo econômico usado para representar a elevação de preços de bens e serviços. Ela pode ter diversas causas: gastos públicos, cartéis, indexação, custos de produção, oferta insuficiente e inércia.

No entanto, há duas forças principais que causam o aumento geral dos preços no mercado:

Publicidade
  • custos de produção: os reajustes para cima nos preços das matérias-primas ou dos impostos são repassados aos consumidores no valor final, o que encarece o produto ou serviço;
  • oferta insuficiente: quando a procura é alta e a produção é baixa, é natural que os preços subam.

Independente da causa, a inflação pode trazer consequências negativas para o bolso dos brasileiros. O principal impacto é a perda de poder de compra ao longo do tempo. Afinal, quando os preços sobem e o salário não é reajustado no mesmo ritmo da inflação, o dinheiro passa a valer menos.

Publicidade

Caso surjam imprevistos que afetem o orçamento das famílias, elas podem enfrentar dificuldades financeiras. Como consequência, o risco de endividamento é maior. Por isso, é importante saber como cuidar do dinheiro nesse período.

Outro efeito negativo da inflação é a diminuição na rentabilidade real dos investimentos. Quanto maior for a inflação, menor será o retorno efetivo de uma aplicação para o investidor. Assim, é possível que o capital investido perca seu valor no tempo

Publicidade

Como organizar as finanças em tempos de inflação alta? Veja 6 dicas!

Como você viu, a inflação alta tem impacto no seu orçamento e no rendimento da sua carteira de investimentos. Por isso, é válido saber como cuidar do seu dinheiro na crise e protegê-lo para evitar a perda de poder de compra no futuro.

A seguir, confira 6 dicas para organizar as finanças em momentos de inflação elevada!

1. Monte um planejamento financeiro

Ter um planejamento financeiro é essencial para preservar o patrimônio em períodos de inflação em alta. Isso porque, ao conhecer melhor seus gastos, é possível saber exatamente o que pode ser substituído ou eliminado para manter o orçamento sob controle e evitar o endividamento.

O primeiro passo para montar um planejamento é listar todos seus custos e suas despesas, bem como as suas receitas. Depois, é hora de fazer projeções sobre os seus ganhos e gastos futuros. Essas anotações podem ser feitas em um papel ou aplicativo para essa finalidade.

2. Faça o acompanhamento das despesas

Além disso, é importante fazer o acompanhamento das despesas. O controle financeiro permite ter uma visão geral do orçamento e da disponibilidade de caixa no momento. Dessa forma, se houver desperdícios ou falta de recursos, é possível identificar problemas e resolvê-los em tempo hábil.

Por isso, registre todas as entradas e saídas de dinheiro para acompanhar a evolução das suas finanças. O ideal é que esse controle seja feito semanal ou quinzenalmente para reconhecer com rapidez os pontos que exigem mudanças.

3. Reveja os seus hábitos de consumo

Quando se fala em organizar as finanças em tempos de inflação em um patamar elevado, é preciso rever os seus hábitos de consumo. Em especial, quando há expectativas de piora para o indicador. Portanto, veja onde é possível economizar dinheiro para ter recursos extras para estar mais preparado se a situação não melhorar.

Também vale aprender a comparar os preços antes de comprar um produto ou contratar um serviço para encontrar a melhor oferta. No entanto, fique atento a outros detalhes para ter certeza de que fez a escolha mais vantajosa para o seu bolso — como a qualidade da marca e o peso dos itens.

4. Construa uma reserva de emergência

Com as finanças organizadas, é hora de aprender como proteger seu patrimônio para não perder poder aquisitivo em tempos de inflação mais alta. A reserva de emergência pode ajudar nesse propósito. Ela é um montante destinado para cobrir suas despesas em caso de imprevistos.

Assim, a reserva atua como uma espécie de proteção em situações que possam prejudicar seu orçamento. Esse é o caso do aumento inflacionário, por exemplo. Nessa situação, o custo de vida encarece e emergências financeiras podem aparecer. Por isso, guarde dinheiro para esses momentos.

5. Faça investimentos atrelados à inflação

Como você viu, é necessário economizar para lidar melhor com a possível piora da inflação. Outro cuidado central é fazer investimentos no mercado financeiro. Para que o dinheiro não perca poder de compra, você pode investir em aplicações atreladas à inflação.

Alguns investimentos que podem servir a esse propósito são títulos indexados a índices da inflação. O principal indicador é o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Assim, você pode considerar o Tesouro IPCA+ e títulos privados com rentabilidade híbrida.

6. Diversifique sua carteira de investimentos

A última dica é diversificar sua carteira de investimentos para ter a possibilidade de atenuar os impactos negativos da inflação no seu patrimônio. Para tanto, você deve entender o comportamento das alternativas do mercado nesse período.

Isso porque há opções que podem apresentar um desempenho favorável ou desfavorável diante da subida dos preços no mercado. Assim, entender essa correlação pode ajudar você a reajustar a composição da sua carteira, a fim de aumentar a rentabilidade e evitar as perdas.

Com essas 6 dicas, você provavelmente será capaz de organizar melhor as finanças em tempos de inflação em alta. Ainda, haverá a oportunidade de proteger seu patrimônio contra a perda de poder de compra. Então não deixe de considerá-las no seu dia a dia!

Publicidade

Deixe um comentário

error: